Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net

Capa Artigos Concursos & Seleções Debates Decisões & Notícias Dicionários Eventos & Cursos Legislação Livros: avaliações Opiniões Provas & Respostas Sites Teses & Pesquisas Visitas



   Adicionar RSS de Decisões & Notícias

Decisões & Notícias

 
FILTROS
Direito Civil
Posto de combustível terá de indenizar cliente por queda



Publicado em 15/04/2018

        RIO DE JANEIRO, RJ - Os desembargadores da 26ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) confirmaram a sentença que condenou o Posto Estrada Via Barra, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, a indenizar em R$ 10 mil um motorista que se acidentou ao escorregar no piso que estava sendo lavado com sabão em horário de expediente. Manoel Cadete Santos do Nascimento fraturou o pé direito e torceu o tornozelo, ficando seis meses sem poder trabalhar. Além da indenização por danos morais, ele receberá valor correspondente a seis salários mínimos vigentes à época do acidente, a título de lucros cessantes, e ainda pensão vitalícia de 5% do salário mínimo, a contar do sétimo mês posterior à queda, em razão da sequela sofrida.

       Em seu voto, o relator do recurso, desembargador Arthur Narciso, destacou que a queda nas dependências do posto e as consequências sofridas pelo motorista é fato incontroverso. E rechaçou os argumentos apresentados pela empresa de que o acidente teria ocorrido por culpa exclusiva da vítima, que, a fim de se dirigir ao local onde era servido café, resolveu saltar por cima da mangueira de abastecimento de GNV que estava conectada a seu veículo, tropeçando e caindo.

       De acordo com o magistrado, o posto deixou de demonstrar que o chão escorregadio, mencionado pelo cliente, não tivesse sido a causa determinante de sua queda.

       “É indubitável o dever do posto de gasolina de zelar pela segurança dos clientes no seu estabelecimento, prevenindo situações como aquela descrita na inicial”, escreveu o relator ao destacar que as provas documental e testemunhal confirmam a versão apresentada pela vítima sobre a falha no serviço que resultou em sua queda.

       SV/AB

       Processo n° 0015247-32.2013.8.19.0205

Fonte:   TJ-RJ - Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Revisão: Mateus Matos

Leia mais sobre a mesma matéria: Direito Civil
» Estado de SP é condenado a indenizar jovem negro vítima de revista abusiva da PM -18/04/2018
» Ator será indenizado pelo Google por divulgação de vídeo íntimo -18/04/2018
» Empresas responderão por câmera indiscreta que mostrou namoro de casal em piscina -12/04/2018
» Clínica indeniza paciente por complicações após tratamento odontológico -11/04/2018
» Saque criminoso em conta corrente não gera presunção de dano moral -20/11/2017
» Justiça mantém condenação de Bolsonaro a pagar indenização de R$ 150 mil -10/11/2017
» Bolsonaro é condenado por discurso preconceituoso contra quilombolas -03/10/2017
» Atraso no pagamento de seguro não suspende eficácia do contrato -19/09/2017
» STJ mantém com casal homoafetivo guarda de bebê encontrado em caixa de papelão -16/09/2017
152 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:


Todas as palavras
Expressão exata