Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Dono das lojas Havan é condenado por fake news e xingamento a Reitor da Unicamp no Twitter

O empresário catarinense Luciano Hang foi condenado pela Justiça de São Paulo a indenizar o reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, em R$ 20,9 mil. As informações são do portal UOL.

No dia 24 de julho de 2019, o proprietário da rede de lojas Havan, famoso pelos seu terno verde-bandeira, escreveu em seu twitter que o reitor da Universidade de Campinas havia, durante uma formatura, gritado “Viva la Revolução”, conforme lhe contara um amigo. Hang terminou o post com um comentário: “E depois dizem que nossas universidades não estão contaminadas? Vá pra Venezuela Reitor FDP”. Cinco mil e trezentas pessoas curtiram o tweet. A história, no entanto, não era verdade.

O caso foi julgado na 1ª Vara da Fazendo Pública de Campinas. Para o juiz Mauro Fukumoto, a afirmação não é verdadeira. O reitor, inclusive, disse a justiça que nem mesmo estava no evento citado.

Na decisão, o juiz afirmou que alguém na mesa gritou, segundo testemunhas, mas não há consenso sobre o que foi dito. Para Fukumoto, isso não faz diferença, porque, de qualquer forma, o fato não ocorreu como Luciano Hang relatou nas redes sociais. “O reitor não pode ser responsabilizado por tal manifestação, como se fosse ele”, afirmou o juiz.

O dono da Havan por condenado a pagar a multa de R$ 20,9 mil e a se retratar na rede social com o mesmo número de linhas que a postagem original. Ainda cabe recurso.

Por Mateus Matos