Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

OAB-RJ emite nota em defesa da liberdade de imprensa e do jornalista Glenn Greenwald

A Comissão de Liberdade de Expressão da OAB/RJ divulgou nota nesta quinta-feira, 4, por meio da qual manifesta contrariedade e preocupação diante do pedido da polícia Federal para que o Coaf levante movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald.

Segundo a nota oficial, assinada pelo presidente da Comissão de Liberdade de Expressão da OAB-RJ, Marcus Vinícius Coelho, a instituição manifesta “contrariedade e preocupação” com o pedido da PF, pois representa “inaceitável prática de tolhimento e intimidação, em flagrante afronta à Constituição Federal”. A nota diz ainda que Greenwald é “profissional internacionalmente reconhecido e premiado” e que “a liberdade de imprensa é pressuposto indispensável para o Estado democrático de Direito”.

Ainda não há a confirmação se, de fato, a Polícia Federal fez o pedido ao Coaf contra o jornalista como foi divulgado pelo site O Antagonista.

Leia a íntegrada nota:

Nota oficial

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro, por meio de sua Comissão de Liberdade de Expressão, vem manifestar contrariedade e preocupação a propósito do pedido da Polícia Federal para que o Conselho de Controle de Atividade Financeiras (Coaf) levante detalhes das movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald. A notícia foi veiculada pela imprensa e, caso confirmada, representa inaceitável prática de tolhimento e intimidação, em flagrante afronta à Constituição Federal.

Não haveria como desatrelar, do anunciado procedimento da Polícia, o trabalho jornalístico feito pelo site comandado por Glenn, profissional internacionalmente reconhecido e premiado.

A liberdade de imprensa é pressuposto indispensável para o Estado democrático de Direito, sendo a OAB/RJ historicamente uma de suas mais ardorosas defensoras, por inclinação e dever estatutário.

Rio de Janeiro, 4 de julho de 2019

Marcus Vinícius Cordeiro

Presidente da Comissão de Liberdade de Expressão da OAB/RJ

Seja o Primeiro a Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MM