Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Monsanto condenada a pagar US $ 2 bilhões para casal que diz ter contraído câncer com uso de herbicida

Um júri californiano ordenou que a gigante química Monsanto pague US $ 2 bilhões (US $ 2,8 bilhões) a um casal que afirma ter contraído câncer depois de usar o herbicida comum, o Roundup.

É o maior pagamento contra a empresa Monsanto sobre o comumente usado Roundup mata-killer e no terceiro caso eles perderam.

No início deste ano, um júri dos Estados Unidos descobriu que o herbicida Roundup, um herbicida à base de glifosato, era um “fator substancial” que causava o câncer de um homem, a segunda decisão do tribunal contra os fabricantes de herbicidas em menos de um ano.

Os autores, Alberta e Alva Pilliod, usaram o Roundup por mais de 30 anos, e ambos foram posteriormente diagnosticados com linfoma não-Hodgkin.

Em uma coletiva de imprensa após o veredicto, a Sra. Pilliod agradeceu ao júri.

“Desejamos que a Monsanto tenha nos avisado com antecedência sobre os perigos do uso da Monsanto [erva daninha]”, disse ela.

“E havia algo na frente de sua gravadora que dizia ‘perigo pode causar câncer'”.

Seja o Primeiro a Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MM