Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Bolsa de SP é condenada em R$ 8 bi por desvalorização do real em 1999

A BM&FBovespa informou na terça-feira (27) que foi condenada, em decisão judicial de primeira instância, num processo envolvendo a desvalorização do real, em janeiro de 1999, em que é acusada de improbidade administrativa e de causar dano ao erário público.

O valor total da condenação é de R$ 8,4 bilhões, mas a instituição poderia deduzir desse montante R$ 5,4 bilhões referente a uma compensação com o Banco Central.

A companhia afirmou no comunicado que, com base na opinião de seus advogados, continua a acreditar na improcedência dessas ações que levaram à condenação. Por isso, não vai provisionar qualquer montante relacionado às referidas ações, porque considera remoto o risco de perder em sua defesa.

Apostas equivocadas dos bancos Marka e FonteCindam no mercado futuro de dólar, apostando na estabilidade do real, enquanto as demais instituições financeiras se preparavam para a alta do dólar, tornou ambos insolventes.

Na época, a diretoria do BC realizou operações com contratos de dólares futuros a preços diferentes da cotação da então BM&F, com o objetivo de limitar o prejuízo de contratos de compra de dólares futuros e evitar um sério de risco de perda de confiança

Seja o Primeiro a Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MM