Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

De minimis non curat praetor

O magistrado não deve preocupar-se com as questões insignificantes.

Por Mateus Matos