Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Paraíba aprova só 26,68% no primeiro Exame de Ordem do ano

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) da Paraíba aprovou apenas 26,68% de todos os candidatos que se inscreveram e prestaram o primeiro Exame de Ordem do ano, realizado de forma unificada na região Nordeste. Dos 789 candidatos inscritos inicialmente, 465 foram aprovados na primeira fase (prova objetiva) e foram considerados aptos a seguir para a etapa seguinte (prova prático-profissiona). Ao final da segunda fase, 210 candidatos tiveram aprovação final e receberão a carteira de advogado.

Apesar do número de eliminados, a média de aprovação na Paraíba é semelhante ou melhor às que vêm sendo registradas nos demais Estados brasileiros. O Distrito Federal, por exemplo, reprovou 71% do total de inscritos. No Pará, a aprovação foi a mais baixa da história da Seccional da OAB: somente 18,01% obtiveram êxito ao final das duas etapas.

O presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB da Paraíba, Rodrigo Nóbrega Farias, responsabilizou a proliferação de faculdades privadas de Direito de má qualidade e a crise do ensino jurídico pelo alto índice de reprovação dos candidatos.

“A reprovação é reflexo do sucateamento das universidades públicas até a proliferação sem controle das faculdades privadas”, afirmou Farias. “O Exame de Ordem é rigoroso, mas não difícil, pois qualquer candidato que se capacitou e recebeu ensino superior de qualidade está apto a ser aprovado no teste”.

O exame, que aponta se os candidatos estão aptos ou não a exercerem a profissão, serve como um termômetro da qualidade oferecida pelos cursos jurídicos aos bacharéis em Direito. O percentual final dos aprovados na Paraíba pode ainda ser um pouco alterado, já que a Seccional ainda deve examinar eventuais recursos protocolizados por candidatos reprovados.

Seja o Primeiro a Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MM