Pressione "Enter" pra pular este conteúdo

Consulta processual pela fonética

A Secretaria de Informática do Superior Tribunal de Justiça implantou hoje (26) uma importante inovação no site do STJ, que vai tornar mais eficiente o acesso às informações processuais a partir das bases de dados que contém os nomes das partes e dos advogados. A partir de agora, o acompanhamento processual pelos internautas também será feito de forma fonética, ou seja, mesmo que os nomes das partes ou dos advogados sejam grafados erroneamente, o dado solicitado será acessado em razão da fonética similar entre a grafia digitada e a que corresponde ao verdadeiro nome.

Por Mateus Matos