Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net


   Adicionar RSS de Artigos

Artigos

Publique seu Artigo
clicando aqui
 
FILTROS
Direito de Trânsito
Regras Sobre Pára-brisa


Publicado desde 07/03/2008
Benevides  Neto 

        O pára-brisa não é considerado acessório e nem equipamento obrigatório do veículo, mas sim um de seus componentes. Entretanto, apesar de não receber a devida atenção por parte dos proprietários, desempenha papel de fundamental importância na condução do veículo. Em conjunto com os sistemas limpador e lavador do pára-brisa, estes considerados equipamentos obrigatórios, deve permitir um campo de visão em um ângulo de 180º à frente, garantindo boa visibilidade mesmo nas condições climáticas mais adversas. Com a finalidade de redução dos riscos de lesões aos ocupantes do veículo, é obrigatório o uso de vidro de segurança laminado que atenda ao preconizado na Resolução Contran nº 254/07, sendo permitida a aposição de película não refletiva, desde que o índice de transmissão luminosa não seja inferior a 75% nos vidros incolores e 70% nos coloridos. De acordo com a Resolução Contran nº 216/06, em vigor desde 27 de dezembro de 2006, as trincas e as fraturas de configuração circular são consideradas dano ao pára-brisa, não sendo permitida a existência desse tipo de dano na área de visão crítica do condutor e em uma faixa periférica de 2,5 cm de largura das bordas externas do pára-brisa, sendo vedada a recuperação dos danos que ali estiverem posicionados.

       FABRICAÇÃO O pára-brisa é composto por duas lâminas de vidro e uma de plástico, devendo trazer marcação indelével em local de fácil visualização contendo, no mínimo, a marca do fabricante e o símbolo de conformidade do INMETRO, além do número seqüencial de produção do veículo. É possível o reparo de um dano no pára-brisa, desde que situado em área permitida, não esteja contaminado por impurezas e afete apenas a lâmina externa do vidro do pára-brisa (Fonte: Autoglass).

       AUTOMÓVEIS A área crítica de visão para automóveis, caminhonetes e utilitários é delimitada pela metade esquerda da área de varredura das palhetas do limpador. Nessa área e em uma faixa periférica de 2,5 cm das bordas externas é proibida a existência de trincas ou fraturas. Na área restante é permitida existência de no máximo dois danos, desde que respeitados os seguintes limites: trincas não superiores a 10 cm de comprimento e fratura não superior a 4 cm de diâmetro.

        ÔNIBUS Nos ônibus, microônibus e caminhões a área crítica de visão é situada à esquerda do veículo e determinada por um retângulo de 50 cm de altura por 40 cm de largura, cujo eixo de simetria vertical é demarcado pela projeção da linha de centro do volante de direção, paralela à linha de centro do veículo, cuja base coincide com a linha tangente do ponto mais alto do volante, o qual pode ser facilmente delimitado com a utilização de um gabarito nas mesmas medidas.

       DANOS No pára-brisa desses veículos é permitida a existência de no máximo três danos, sejam trincas ou fraturas circulares, exceto na área crítica de visão do condutor e em uma faixa periférica de 2,5 cm de largura das bordas externas desse componente, desde que sejam respeitados, individualmente, os seguintes limites: a trinca não poderá ser superior a 20 cm de comprimento e a fratura não poderá ser superior a 4 cm de diâmetro.

       PENALIDADES » o descumprimento às normas acima indicadas (existência de danos em áreas poibidas, acima da quantidade permitida ou com limites superiores ao estabelecido) é considerado infração de natureza grave, de competência estadual, sujeitando o infrator à multa de R$ 127,69 e a retenção do veículo para regularização; »» a ausência de gravação indelével do número seqüencial de produção do veículo no pára-brisa do veículo também é considerada infração de natureza grave, de competência estadual, que sujeita o infrator à multa de R$ 127,69 e a retenção do veículo para regularização; »» não sendo possível sanar a falha no local da infração o agente de trânsito recolherá, mediante recibo, o Certificado de Licenciamento Anual do veículo, assinalando ao condutor prazo para sua regularização, liberando o veículo a um condutor habilitado, caso o condutor não o seja. 

Este conteúdo foi redigido e finalizado em 25/01/2008, segundo o seu autor e responsável.
Representa, única e exclusivamente, a opinião particular dopróprio autor. Ele é o único responsável pelas informações acima dispostas e publicadas, an?lises e cr?ticas assumidas, informações pesquisadas, inclu?das e citações realizadas.


Benevides Fernandes  Neto 
Membro desde maio de 2006
Oficial da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Bacharel em Direito, Pós-graduando em Direito Administrativo pelo Centro Universitário do Norte Paulista (UNORP) e em Segurança Pública pela PUC/RS. *
* segundo opróprio membro em 18 de maio de 2006


Leia mais artigos do mesmo autor(a): Benevides Neto
» Sistema de Iluminação -18/07/2008 13:26:06
» Transporte De Carga Em Motocicleta -21/02/2008 17:52:50
» Transporte Escolar -08/02/2008 17:46:43
» Uso de Capacete -10/01/2008 15:27:09
» Novidade no Trânsito: Engates -20/06/2007 12:27:29
» Trânsito e Álcool -02/04/2007 17:55:57
» Comprovação da infração de trânsito - necessidade da presença do agente de trânsito -03/11/2006 12:18:41
» Guardas municipais como agentes de trânsito - estudo de caso - inconstitucionalidade -25/07/2006 12:30:38
» Ilegalidade do recolhimento de PPD e aplicação da autuação do inciso V do artigo 162 do CTB -30/05/2006 14:47:18
Leia mais artigos sobre a mesma matéria: Direito de Trânsito
» Quando se perde o "direito de dirigir" -07/04/2010
» Acessibilidade no Trânsito - e eu com isso? -26/11/2009 20:18:04
» Legislação De Trânsito - Competências e Incompetências -14/11/2009
» O Acidente De Trânsito É Necessário Ou Contingente? -15/10/2009 22:15:02
» A natureza jurídica do capacete de segurança e seus efeitos -14/10/2008 11:46:17
» Sistema de Iluminação -18/07/2008 13:26:06
» As nem tão boas alterações do Ctb trazidas pela Lei 11.705/08 -29/06/2008 21:03:12
» Transporte De Carga Em Motocicleta -21/02/2008 17:52:50
» Transporte Escolar -08/02/2008 17:46:43
1138 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:

Todas as palavras
Expressão exata


ATUALIDADES
Breves apontamentos sobre a Homofobia
por Camila Andrade
Este artigo traz breves apontamentos acerca da temática da homofobia, inserindo-a na visão reacionária que é inerente ao fundamentalismo religioso, o ...
DIREITO CONSTITUCIONAL
A PRF não é Polícia
por Aristides Medeiros
A chamada “Polícia Rodoviária Federal” (rectius: Patrulha) – prevista no inc. II do art. 144, caput, da Constituição Federal, - não é Policia na acep...
DIREITO PENAL
Sobre o chamado "princípio da insignificância"
por Aristides Medeiros
O chamado "princípio da insignificância" constitui "de lege ferenda"...
DIREITO E SAÚDE
Médicos: Receitas com caligrafia ilegível
por Aristides Medeiros
É obrigação do médico expedir as receitas com caligrafia legível...
DIREITO CONSTITUCIONAL
Breves considerações sobre o Direito de Recusa a fazer prova contra si mesmo
por Aristides Medeiros
O direito de fazer prova contra si mesmo não é absoluto...
DIREITO TRIBUTÁRIO
Responsabilidade Tributária Do Sócio De Sociedade Empresária Limitada
por Jéssica Martini
este artigo tem por objetivo discorrer sobre os limites que o Fisco deve respeitar para que possa responsabilizar o sócio integrante de uma sociedade...
DIREITO CIVIL
Direito De Família E Alienação Parental
por Gisele Leite
A recente lei que trata sobre alienação parental dentro do cenário do direito de família contemporâneo....
DIREITO PROCESSUAL PENAL
Execução da Reparação Civil fundada em sentença condenatória pelo próprio Juízo Criminal
por Vinicius Conrado
Reflexão sobre a adoção do sincretismo processual pelo Juízo Criminal de execução de reparação civil em virtude de sentença condenatória....
FILOSOFIA
Natureza Humana, Livre-arbítrio E Mundo Contemporâneo
por Gisele Leite
Entender a filosofia e lógica de Nietzsche é tão desafiador como decifrar o mundo contemporâneo. O texto tenta apenas didaticamente expor a evolução d...
DIREITO PREVIDENCIÁRIO
Mudanças na Aposentadoria. Projeto de Lei 3299/2008.
por Leandro De Almeida
Artigo sobre as principais mudanças no cálculo das Aposentadorias que estão sendo discutidas no Congresso Nacional....