Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net


   Adicionar RSS de Decisões & Notícias

Decisões & Notícias

 
FILTROS
Direito Constitucional
OAB e magistrados dizem que emenda que reduz maioridade penal é inconstitucional
|Infância e Juventude |Redução da Maioridade Penal



Publicado em 02/07/2015

        BRASÍLIA, DF - A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) criticaram hoje (2) a aprovação da emenda à Constituição que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. Segundo as entidades, a mudança é inconstitucional. A emenda foi aprovada na noite desta quarta-feira (2), em primeiro turno, pela Câmara dos Deputados.

O presidente da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, informou que pretende recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF), caso a emenda seja aprovada pelo Senado, para questionar a validade da norma. Além de discordar da alteração da maioridade, o presidente entende que a matéria não poderia ser votada, por ter sido rejeitada na sessão anterior.

"Constitucionalmente, a matéria rejeitada não pode ser votada no mesmo ano legislativo. A redução da maioridade, que já tinha a inconstitucionalidade material, porque fere uma garantia pétrea fundamental, passa a contar com uma inconstitucionalidade formal, diante deste ferimento ao devido processo legislativo”, avaliou Coêlho.

Em nota, a AMB afirma que a alteração é inconstitucional, por abolir diretos e garantias individuais. Segundo a entidade, o Artigo 228 da Constituição não pode ser alterado. O texto da norma diz: “São penalmente inimputáveis os menores de 18 anos, sujeitos às normas da legislação especial.”

“Esse é mais um retrocesso para a democracia brasileira. O sentimento de todos os operadores do sistema de infância e juventude hoje é de indignação. Buscar a redução da maioridade penal como solução para a diminuição da violência juvenil, sem o profundo e importante debate, trará intangíveis danos à sociedade”, declara a entidade.

A redução da maioridade penal foi aprovada em primeiro turno, por 323 votos a 155 e 2 abstenções, por meio de uma emenda aglutinativa, praticamente idêntica ao texto derrubado na terça-feira (30). Parlamentares contrários à aprovação da emenda afirmaram que vão recorrer ao STF para suspender a tramitação.

Fonte:   ABr - Agência Brasil

Revisão: Mateus Matos

Not?cias diretamente relacionadas:
» Câmara aprova nova proposta que reduz maioridade penal para crimes hediondos -02/07/2015
Leia mais sobre o mesmo caso: Redução da Maioridade Penal
» STF nega liminar que pedia suspensão do trâmite de PEC que reduz maioridade penal -12/07/2015
» Câmara aprova nova proposta que reduz maioridade penal para crimes hediondos -02/07/2015
» Redução da maioridade penal para crimes graves é rejeitada -01/07/2015
» Redução da maioridade ampliaria exclusão social, diz ministro Kukina -24/06/2015
» Brasil poderá ter mais de 1 milhão de presos até 2022, diz Cardozo -24/06/2015
» Comissão da Câmara aprova redução da maioridade para crimes graves -17/06/2015
» Câmara vota redução da maioridade penal até o fim do mês, diz Cunha -01/06/2015
» Ministros de FHC, Lula e Dilma assinam carta contra redução da maioridade penal -01/05/2015
» CCJ aprova admissibilidade da proposta que reduz maioridade penal para 16 anos -31/03/2015
Leia mais sobre o mesmo tema: Infância e Juventude
» Trump recua e assina ordem para que EUA evitem separar pais e filhos -20/06/2018
» Supremo concede Habeas Corpus coletivo a gestantes e mães de filhos com até 12 anos presas preventivamente -20/02/2018
» MPF processa Google por publicidade infantil ilegal no Youtube -20/09/2016
» Condenado à prisão de pai que bateu no filho porque não trouxe bebida do mercado -03/08/2016
» Estupro de vulnerável pode ser caracterizado ainda que sem contato físico -03/08/2016
» STF nega liminar que pedia suspensão do trâmite de PEC que reduz maioridade penal -12/07/2015
» Câmara aprova nova proposta que reduz maioridade penal para crimes hediondos -02/07/2015
» Redução da maioridade penal para crimes graves é rejeitada -01/07/2015
» Redução da maioridade ampliaria exclusão social, diz ministro Kukina -24/06/2015
Leia mais sobre a mesma matéria: Direito Constitucional
» STF proíbe a realização de conduções coercitivas -14/06/2018
» STF decide que só julgará ministros por crime ligado ao cargo -12/06/2018
» STF suspende voto impresso nas eleições de 2018 -06/06/2018
» STJ não admite suspensão de passaporte para coação de devedor -05/06/2018
» TST concede liminar para impedir greve de petroleiros -30/05/2018
» Justiça rejeita denúncia contra ‘tomataço’ em Gilmar Mendes -30/05/2018
» STF autoriza tomada de medidas para desobstrução de rodovias -26/05/2018
» Temer decreta Garantia da Lei e da Ordem em todo país até 4 de junho -26/05/2018
» MPF diz não haver razão para impedir curso sobre ‘Golpe de 2016’ na UFPB -23/05/2018
741 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:


Todas as palavras
Expressão exata