Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net


   Adicionar RSS de Artigos

Artigos

Publique seu Artigo
clicando aqui
 
FILTROS
Direito de Família
Novos Conceitos Matrimonias. Evolução da Legislação Brasileira.


Publicado desde 13/11/2011
Mary  Mansoldo 

        É de se notar as importantes alterações que ocorrem nos conceitos que envolvem o casamento. Certamente, o legislador busca uma atualização legal que se adapte às realidades da sociedade brasileira.

       Já há tempos que o conceito institucional do casamento, este intrínseco e extrínseco na legislação brasileira, não se afigura com a realidade vivida pelos casamentos da atualidade. Ou seja, àquele sentido de se construir um elo “até que a morte os separe” afastou-se dos desejos dos cônjuges. Verifica-se, pois, uma consciente “tentativa de união”.

       Não é difícil se observar tal realidade, isto pelo número significativo de casamentos e divórcios. Pelo índice apresentado pelo IBGE, o estudo mostra que o número de casamentos no Brasil aumentou 4,5%, porém, o índice de divórcios também aumentou nos últimos dez anos.

       Desta forma, as novidades legislativas buscam uma aproximação a tais conceitos vivenciados pela sociedade brasileira. A lei 61/2008 que altera o regime jurídico do divórcio dispõe de artigos que demonstram um conceito contratual do casamento.

       Apenas como exemplo para a interpretação acima apresentada, o artigo 1676 dispõe sobre a possibilidade dos cônjuges terem ressarcimentos financeiros, caso ocorram prejuízos patrimoniais na constância da vida em comum. Assim, observa-se o conceito contratualista.

       Certamente, o legislador, apenas adaptou a lei para a realidade vivida não apenas na sociedade brasileira, mas, também, na sociedade mundial.

       A Lei n. 11.441/07 já dispôs da possibilidade da realização de inventário, partilha, separação consensual e divórcio consensual por via administrativa.

       Observa-se, também, a proposta de emenda (PEC 28/09) do deputado Antonio Carlos Biscaia, que já foi aprovada no Senado em primeiro turno, que dispõe sobre a dissolubilidade do casamento civil pelo divórcio, suprimindo o requisito de prévia separação judicial por mais de 1 (um) ano ou de comprovada separação de fato por mais de 2 (dois) anos. Provavelmente, as mentes conservadoras não irão aplaudir tais novidades, pois, o indivíduo poderá casar em um dia e no outro, se desejar, divorciar-se.

       Assim, pode-se concluir que, novamente, o legislador busca a devida adequação legal às condições sociais. Nota-se que as novas medidas buscam atender uma sociedade que possui indivíduos maduros para decidir suas próprias vidas.

       Vislumbra-se uma inteligente adaptação legal, pois, a legislação brasileira deve acompanhar a evolução da sociedade. Acredita-se que, somente assim, alcançará resultados que venham atender, realmente, às perspectivas do cidadão brasileiro.

       Referências para consultas:

       PEC 28 /2009.  Acesso em 27 de novembro de 2009.

       Lei 11.441 de 04 de janeiro de 2007.  Acesso em 27 de novembro de 2009.

       Lei 61 de 31 outubro de 2008.  Acesso em 27 de novembro de 2009.

       Site de notícias/IBGE.  Acesso em 27 de novembro de 2009.

       

        

Notas e observa??es:
Antônio Carlos Rodrigues Lima, Daniela Dias Gomes, Mary Mansoldo, Simone Luiza Guimarães Reis

Este conteúdo foi redigido e finalizado em 10/12/2009, segundo o seu autor e responsável.
Representa, única e exclusivamente, a opinião particular dopróprio autor. Ele é o único responsável pelas informações acima dispostas e publicadas, an?lises e cr?ticas assumidas, informações pesquisadas, inclu?das e citações realizadas.


Mary   Mansoldo 
Membro desde janeiro de 2010
Advogada. Graduada pelo Curso de Direito da Universidade Unifenas. Pós-graduada em Processo Civil pela Universidade Gama Filho. Pós-graduanda em Ciências Penais pela PUC/MINAS. Mestranda em Direito Processual pela PUC/MINAS. Membro da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/MG. Coordenadora dos trabalhos da Ouvidoria Eleitoral da OAB/MG. Integrante da equipe do Escritório Junqueira Sampaio Advogados. *
* segundo opróprio membro em 21 de janeiro de 2010


Leia mais artigos do mesmo autor(a): Mary Mansoldo
» Entendendo os Alimentos Gravídicos. -03/03/2011
» União Homoafetiva E Os Planos De Saúde. -22/01/2010 23:58:54
» União Estável: Evolução Legal -22/01/2010 23:55:54
Leia mais artigos sobre a mesma matéria: Direito de Família
» Entendendo os Alimentos Gravídicos. -03/03/2011
» União Homoafetiva E Os Planos De Saúde. -22/01/2010 23:58:54
» União Estável: Evolução Legal -22/01/2010 23:55:54
» Juiz reconhece falta de Condições Psicológicas de Pais Adotivos que assassinaram criança com chutes -12/01/2008 20:23:57
» Os princípios do Direito de Família na Constituição Federal de 88 e a importância aplicada do afeto -10/03/2007 14:30:59
» Princípios do Direito de Família na Constituição Federal de 1988 e a Importância aplicada do afeto -05/03/2007 21:25:25
» A Irrevogabilidade da Adoção -26/11/2006 17:29:21
» Considerações Gerais Sobre a Adoção -26/11/2006 17:21:47
» Adoção -11/11/2006 16:17:51
1081 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:

Todas as palavras
Expressão exata


ATUALIDADES
Breves apontamentos sobre a Homofobia
por Camila Andrade
Este artigo traz breves apontamentos acerca da temática da homofobia, inserindo-a na visão reacionária que é inerente ao fundamentalismo religioso, o ...
DIREITO CONSTITUCIONAL
A PRF não é Polícia
por Aristides Medeiros
A chamada “Polícia Rodoviária Federal” (rectius: Patrulha) – prevista no inc. II do art. 144, caput, da Constituição Federal, - não é Policia na acep...
DIREITO PENAL
Sobre o chamado "princípio da insignificância"
por Aristides Medeiros
O chamado "princípio da insignificância" constitui "de lege ferenda"...
DIREITO E SAÚDE
Médicos: Receitas com caligrafia ilegível
por Aristides Medeiros
É obrigação do médico expedir as receitas com caligrafia legível...
DIREITO CONSTITUCIONAL
Breves considerações sobre o Direito de Recusa a fazer prova contra si mesmo
por Aristides Medeiros
O direito de fazer prova contra si mesmo não é absoluto...
DIREITO TRIBUTÁRIO
Responsabilidade Tributária Do Sócio De Sociedade Empresária Limitada
por Jéssica Martini
este artigo tem por objetivo discorrer sobre os limites que o Fisco deve respeitar para que possa responsabilizar o sócio integrante de uma sociedade...
DIREITO CIVIL
Direito De Família E Alienação Parental
por Gisele Leite
A recente lei que trata sobre alienação parental dentro do cenário do direito de família contemporâneo....
DIREITO PROCESSUAL PENAL
Execução da Reparação Civil fundada em sentença condenatória pelo próprio Juízo Criminal
por Vinicius Conrado
Reflexão sobre a adoção do sincretismo processual pelo Juízo Criminal de execução de reparação civil em virtude de sentença condenatória....
FILOSOFIA
Natureza Humana, Livre-arbítrio E Mundo Contemporâneo
por Gisele Leite
Entender a filosofia e lógica de Nietzsche é tão desafiador como decifrar o mundo contemporâneo. O texto tenta apenas didaticamente expor a evolução d...
DIREITO PREVIDENCIÁRIO
Mudanças na Aposentadoria. Projeto de Lei 3299/2008.
por Leandro De Almeida
Artigo sobre as principais mudanças no cálculo das Aposentadorias que estão sendo discutidas no Congresso Nacional....