Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net


   Adicionar RSS de Decisões & Notícias

Decisões & Notícias

 
FILTROS
Direito Penal
M.Officer é condenada por usar trabalho análogo à escravidão
|Trabalho Escravo |Indústria



Publicado em 09/11/2016

        BRASÍLIA, DF - A Justiça do Trabalho condenou a M5 Indústria e Comércio, dona da marca M. Officer, a pagar multa de R$ 6 milhões por submeter trabalhadores a condições análogas à escravidão. A decisão, em primeira instância, foi publicada no 21 de outubro e divulgada hoje (7). Ainda cabe recurso.

       Segundo decisão da juíza do Trabalho Adriana Prado Lima, M5 terá de pagar R$ 4 milhões por danos morais coletivos e mais R$ 2 milhões por dumping social – quando uma empresa se beneficia de baixos custos resultantes da precarização do trabalho com a intenção de praticar concorrência desleal.

       “O resultado da ação abre um precedente importante e fortalece a luta pela erradicação do trabalho escravo. Este é o primeiro caso julgado procedente desde a promulgação da Lei 14.946/2013, que pune empresas paulistas que utilizarem trabalho análogo à escravidão em seu processo produtivo com a cassação da inscrição no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços [ICMS]”, disse o procurador Rodrigo Castilho.

       O MPT argumentou na ação que peças da M. Officer eram produzidas por trabalhadores em jornadas exaustivas, em ambiente degradante, com risco à saúde, à segurança e à vida. Segundo o órgão, esse tipo de exploração é um “modelo consagrado de produção da ré, como forma de diminuição de custos, através da exploração dos trabalhadores em condições de vulnerabilidade econômica e social”.

       “Em um desses locais, constatou-se que os trabalhadores ganhavam de R$ 3 a R$ 6 por peça produzida e cumpriam jornadas médias de 14 horas. Seis bolivianos foram resgatados do local. Eles pouco falavam português e viviam com suas famílias no mesmo local de trabalho, costurando em máquinas próximas a fiação exposta, botijões de gás e pilhas de roupas”, destaca o MPT.

       Segundo o órgão, o modelo de produção da M5 corresponde ao sweating system (sistema do suor), comum na indústria da moda. “Ele se baseia na extensão irregular e subterrânea da planta industrial, com vistas a manter trabalhadores, que são vítimas de tráfico de seres humanos, num mesmo espaço de trabalho e moradia, laborando por quase nada, em jornadas extremas e condições subumanas”, diz o MPT na ação.

       

Fonte:   ABr - Agência Brasil

Revisão: Mateus Matos

Leia mais sobre o mesmo ramo de atividade: Indústria
» Cervejas com graduação alcoólica de até 0,5% não podem usar expressão “sem álcool” -25/10/2016
» Jornal condenado por não averiguar autoria de carta publicada na seção dos leitores -26/09/2016
» Ingestão de produto alimentício deteriorado gera dano moral indenizável -07/07/2016
» Empresa de laticínios condenada por adulteração de leite -05/07/2016
» Ford é condenada por lançamento de dois modelos do Fiesta no mesmo ano -22/06/2016
» CDC não se aplica em contrato de financiamento a indústria de grande porte -28/02/2012
» Crédito-prêmio do Imposto sobre Produtos Industrializados está extinto desde 1990 -02/07/2007
» Indústria farmacêutica critica licenciamento -04/05/2007
» Deputado Federal deve indenizar indústria multinacional de refrigerantes -18/01/2007
Leia mais sobre o mesmo tema: Trabalho Escravo
» Pernambucanas é condenada por trabalho análogo à escravidão -17/08/2017
» Ratinho é condenado por trabalho análogo ao escravo em fazenda -18/07/2016
» Lucro e impunidade impulsionam trabalho escravo no país, diz procurador -29/01/2013
» Empresa flagrada com trabalhadores escravos no Pará deve perder incentivos -03/07/2007
» Expansão do etanol não pode transformar trabalhador em "escravo", avalia fundação -05/06/2007
» Organização Internacional do Trabalho diz que Emenda 3 ameaça combate ao trabalho escravo -24/05/2007
» Criação da Super Receita poderá prejudicar autuações de fiscais do trabalho, alerta associação -13/02/2007
» Decisão sobre trabalho escravo não cria jurisprudência, diz STF -01/12/2006
» Supremo determina que Justiça Federal trate de trabalho escravo -01/12/2006
Leia mais sobre a mesma matéria: Direito Penal
» Mantida condenação de oficial de Justiça que recebia de escritório por cumprimento de mandados -24/05/2018
» Estelionatário que aplicou golpe do celular é condenado -19/05/2018
» STF mantém prisão de homem acusado de furtar sacas de café de R$ 81 -11/05/2018
» STF absolve condenada por tentativa de furto de duas peças de queijo -03/05/2018
» Visita a preso não pode ser limitada pelo grau de parentesco -06/04/2018
» TRF4 confirma condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva -26/01/2018
» Embriaguez do motorista, de forma isolada, não caracteriza dolo eventual em acidente com morte -07/12/2017
» Moro condena Lula a 9 anos e 6 meses de prisão; ex-presidente pode recorrer -12/07/2017
» Declarada ilegal busca e apreensão decretada pela Justiça Federal em gabinete de deputada -03/07/2017
510 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:


Todas as palavras
Expressão exata