Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net


   Adicionar RSS de Decisões & Notícias

Decisões & Notícias

 
FILTROS
Direito Eleitoral
Juiz suspende decisão de tirar Facebook do ar
|Eleições |Eleições 2012



Publicado em 11/08/2012

        BRASÍLIA, DF - O juiz da 13º Zona Eleitoral de Florianópolis, Luiz Felipe Siegert Schuch, suspendeu hoje (11) as sanções impostas ao Facebook por descumprimento da legislação eleitoral.

       Em sua decisão, Schuch alega que os representantes da rede social no Brasil mostraram-se dispostos "em colaborar com a Justiça Eleitoral" para construir ferramentas que evitem a utilização da rede social em uso indevido e fora das regras previstas pela Justiça Eleitoral.

       Luiz Felipe Schuch disse ainda que a decisão de tirar o Facebook do ar por 24 horas, em caráter liminar, tomada ontem (10), "não tem ou teve por objetivo o cerceamento de manifestaçöes de usuários sobre outros temas que não ofensivos ou violadores da legislação eleitoral".

       No parecer de hoje, o juiz acrescentou que defender pontos de vista sob os mais variados temas não é proibido, desde que feito por pessoas devidamente identificadas e que não se escondam no anonimato.

       O objetivo, de acordo com o juiz, é garantir a apuração da responsabilidade "sobre tudo o que se afirma e divulga". Desta forma, acrescentou Schuch, é possível garantir "um parâmetro ético mínimo no plano da liberdade de expressão no mundo virtual".

       A decisão pela retirada do Facebook do ar decorreu do descumprimento de uma liminar anterior que determinou que fosse retirada do ar a página “Reage Praia Mole”. A suspensão foi solicitada pelo vereador Dalmo Deusdedit Menezes (PP), de Florianópolis, que concorre à reeleição.

       O parlamentar argumentou que houve veiculação de "material depreciativo" contra ele, feita de maneira anônima por um usuário. O juiz eleitoral também determinou a identificação das pessoas que criaram a página no Facebook. 

Fonte:   ABr - Agência Brasil

Revisão: Mateus Matos

Leia mais sobre o mesmo caso: Eleições 2012
» Empregado da Petrobrás não consegue licença remunerada para concorrer a cargo de vereador -22/08/2012
» Câmara aprova projeto que permite candidatura de políticos com contas eleitorais desaprovadas -23/05/2012
» Políticos com contas desaprovadas não poderão concorrer nas eleições de 2012, decide TSE -02/03/2012
Leia mais sobre o mesmo tema: Eleições
» Após protestos, Câmara retira da pauta projeto de lei que anistiaria caixa 2 -20/09/2016
» Supremo decide que Emissoras de TV podem convidar candidatos de menor representatividade para debates eleitorais -25/08/2016
» Gilmar Mendes diz que Lei da Ficha Limpa foi “feita por bêbados" -17/08/2016
» TRE-SP confirma que Michel Temer está inelegível por oito anos -02/06/2016
» TSE determina que o PSDB devolva ao erário cerca de R$ 1,1 milhão devido à aplicação irregular dos recursos do Fundo Partidário. -27/04/2016
» STF suspende norma que permitia doações anônimas a candidatos -12/11/2015
» Dilma veta financiamento empresarial de campanhas eleitorais -29/09/2015
» Supremo declara inconstitucionalidade de financiamento eleitoral por empresas privadas -18/09/2015
» Empregado da Petrobrás não consegue licença remunerada para concorrer a cargo de vereador -22/08/2012
Leia mais sobre a mesma matéria: Direito Eleitoral
» Prazo para tirar título de eleitor termina em 9 de maio -23/04/2018
» Câmara rejeita PEC que criava “distritão” para eleições de 2018 -19/09/2017
» Maioria do TSE vota contra cassação da chapa Dilma-Temer -09/06/2017
» Criada comissão especial que vai analisar reforma política do Senado que pode adiar as eleições de 2018 para 2020 -04/05/2017
» TSE desaprova contas de 2011 e aplica sanção de R$ 10 milhões ao PSDB -27/04/2017
» Gilmar Mendes diz que Lei da Ficha Limpa foi “feita por bêbados" -17/08/2016
» TRE-SP confirma que Michel Temer está inelegível por oito anos -02/06/2016
» TRE-SP nega recurso que pede aumento de multa a Michel Temer -05/05/2016
» TSE determina que o PSDB devolva ao erário cerca de R$ 1,1 milhão devido à aplicação irregular dos recursos do Fundo Partidário. -27/04/2016
841 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:


Todas as palavras
Expressão exata