Adicionar RSS




Há    visitantes  além dos   membros online no site neste momento booked.net booked.net booked.net

   Adicionar RSS de Artigos

Artigos

Publique seu Artigo
clicando aqui
 
FILTROS
Atualidades
Atentado à Idoneidade da Advocacia


Publicado desde 23/07/2008
João  Pomar 

        Tramita pela Câmara de Deputados a Sugestão nº 151/2005 propondo modificações no Código de Processo Civil. A proposta é de inclusão de parágrafos ao art. 38 exigindo que a procuração com poderes especiais, principalmente quando autorizem receber valores e dar quitação, deva ter firma reconhecida em cartório, e que no caso de outorgantes analfabetos e incapazes seja vedada a outorga de poderes especiais.

A sugestão é do Conselho de Defesa Social de Estrela do Sul, CONDESESUL, instituição reconhecida de utilidade pública pelo Município de Estrela do Sul/MG, e segundo a justificativa do proponente há necessidade de se dar maior segurança à procuração. Isto porque seria freqüente a reclamação de pessoas que discordam do pagamento direto aos advogados e haver risco, no caso de ações contra o Estado, de serem falsificadas assinaturas com o propósito de receber valores de pessoas que não ajuizaram ações. A modificação, ainda, preservaria a maioria de bons advogados e combateria a possibilidade dos maus profissionais agirem.

A proposta não levou em conta, entretanto, que o art. 38 do CPC foi alterado pela Lei 8.952/94 justamente para fazer jus ao múnus público que reveste a advocacia e desburocratizar a outorga do mandato judicial; e que o acelerado caminho das comunicações encaminhava para outra providência inversa que resultou na Lei nº 11.419/06 acrescentando parágrafo único àquele artigo para admitir, inclusive, a assinatura digital naqueles instrumentos.
É legítimo, o direito de aquela operosa instituição apresentar sugestões legislativas, mas no caso ela incorreu em lamentável equívoco ao pretender tutelar a Advocacia dizendo que a iniciativa preservaria os bons advogados e combateria os maus profissionais; no primeiro caso porque a tutela é a toda evidência dispensável, e no segundo porque os poucos maus profissionais não se eximem de responder disciplinarmente perante a Ordem e criminalmente perante a Justiça quando condutas ilícitas são denunciadas, inclusive a de se valer de falsificações para obter proveito próprio ou de terceiros.

A Sugestão nº 151/05 está tramitando pela Comissão de Legislação Participativa da Câmara que no dia 19/06/2008 recebeu o racional parecer de mérito do Deputado Relator, Lincoln Portela, que votou por sua rejeição sob o argumento, entre outros, de que a mesma incorre em inconveniências de ordem prática por retroceder em relação à jurisprudência e à legislação atualizadas; pelo fato de ser fácil determinar em sede processual a responsabilidade do advogado mandatário; porque no caso de incapazes a legislação já contém salvaguardas adequadas, inclusive com a intervenção do Ministério Público; e na situação dos analfabetos haver controle do consentimento pelos tabelionatos que são suficientes para resguardar o procedimento.
Tenho por certo que a sugestão não vai se transformar em projeto de lei, mas não custa acompanhar os acontecimentos, e opinar para que não se perpetue tamanha regressão em verdadeiro atentado à dignidade da Advocacia.

Este conteúdo foi redigido e finalizado em 26/08/2008, segundo o seu autor e responsável.
Representa, única e exclusivamente, a opinião particular dopróprio autor. Ele é o único responsável pelas informações acima dispostas e publicadas, an?lises e cr?ticas assumidas, informações pesquisadas, inclu?das e citações realizadas.


João Moreno  Pomar 
Membro desde junho de 2006
JOÃO MORENO POMAR, natural do Rio Grande/RS, é Doutor em Direito Processual pela Universidad de Buenos Aires; Especialista em Direito Civil e Empresarial, Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais e Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande; e aperfeiçoado em Direito Ambiental, Direito do Mar e Metodologia do Ensino Jurídico. Advogado inscrito sob o nº 7.497 na OAB/RS, exerce a advocacia, ininterruptamente, desde o ano de 1974, e nesta Instituição desempenhou os cargos de Corregedor Geral, Conselheiro, Julgador do Tribunal de Ética e Disciplina e membro da Comissão de Direitos Humanos, na Seccional do Rio Grande do Sul; Diretor Regional e Conferencista, na Escola Superior de Advocacia; e Presidente, Vice-Presidente e Conselheiro, na Subsecção de Rio Grande. Professor de Direito Processual Civil da Universidade Federal do Rio Grande desde o ano de 1988, exerceu os cargos de Chefe do Departamento de Ciências Jurídicas e Coordenador do Curso de Direito, equivalente ao de Diretor de Faculdade; Coordenador do Curso de Especialização em Direito Civil e Empresarial; Supervisor do Serviço de Assistência Judiciária; Supervisor do Trabalho de Graduação; e Supervisor das Atividades Complementares. *
* segundo opróprio membro em 23 de junho de 2006


Leia mais artigos do mesmo autor(a): João Pomar
» Denúncia Injusta E Responsabilização Do Estado -26/10/2008 11:40:33
» Uso e Abuso da Vida Animal -26/10/2008 11:36:18
» Regulamentação do Recurso Especial Repetitivo no Âmbito Do STJ -21/07/2008 00:05:51
» O Interesse Universal na Amazônia e na Patagônia -02/07/2008 20:09:57
» Atentado Inconstitucional à Advocacia -02/07/2008 20:03:46
» Recursos Especiais Repetitivos e Acórdãos Paradigmais da Lei 11.672/08 -10/05/2008 01:00:32
» Desjudicialização e Desjurisdicialização -24/04/2008 11:08:30
Leia mais artigos sobre a mesma matéria: Atualidades
» Breves apontamentos sobre a Homofobia -31/07/2014 14:45:46
» Decifração -20/08/2011
» Indumentária Polêmica -27/11/2009 20:18:04
» Atentado Inconstitucional à Advocacia -02/07/2008 20:03:46
» O importante papel das Associações de Advogados -27/09/2006 18:43:11
» Os heróis e o tempo -08/09/2006 16:30:19
» “Eu, tu, eles” -30/08/2006 11:30:54
» O sedentarismo na escrita jurídica -15/07/2006 11:13:36
» Violência e paz -06/06/2006 18:34:36
789 visitantes leram este conteúdo até o momento


    Nenhum comentário a respeito, até o momento.






Deixe sua opinião:
Por favor, desligue o CAPS-LOCK.



PESQUISA
DIGITE A PALAVRA:


ESCOLHA EM QUE CAMPO PESQUISAR:

Todas as palavras
Expressão exata


ATUALIDADES
Breves apontamentos sobre a Homofobia
por Camila Andrade
Este artigo traz breves apontamentos acerca da temática da homofobia, inserindo-a na visão reacionária que é inerente ao fundamentalismo religioso, o ...
DIREITO CONSTITUCIONAL
A PRF não é Polícia
por Aristides Medeiros
A chamada “Polícia Rodoviária Federal” (rectius: Patrulha) – prevista no inc. II do art. 144, caput, da Constituição Federal, - não é Policia na acep...
DIREITO PENAL
Sobre o chamado "princípio da insignificância"
por Aristides Medeiros
O chamado "princípio da insignificância" constitui "de lege ferenda"...
DIREITO E SAÚDE
Médicos: Receitas com caligrafia ilegível
por Aristides Medeiros
É obrigação do médico expedir as receitas com caligrafia legível...
DIREITO CONSTITUCIONAL
Breves considerações sobre o Direito de Recusa a fazer prova contra si mesmo
por Aristides Medeiros
O direito de fazer prova contra si mesmo não é absoluto...
DIREITO TRIBUTÁRIO
Responsabilidade Tributária Do Sócio De Sociedade Empresária Limitada
por Jéssica Martini
este artigo tem por objetivo discorrer sobre os limites que o Fisco deve respeitar para que possa responsabilizar o sócio integrante de uma sociedade...
DIREITO CIVIL
Direito De Família E Alienação Parental
por Gisele Leite
A recente lei que trata sobre alienação parental dentro do cenário do direito de família contemporâneo....
DIREITO PROCESSUAL PENAL
Execução da Reparação Civil fundada em sentença condenatória pelo próprio Juízo Criminal
por Vinicius Conrado
Reflexão sobre a adoção do sincretismo processual pelo Juízo Criminal de execução de reparação civil em virtude de sentença condenatória....
FILOSOFIA
Natureza Humana, Livre-arbítrio E Mundo Contemporâneo
por Gisele Leite
Entender a filosofia e lógica de Nietzsche é tão desafiador como decifrar o mundo contemporâneo. O texto tenta apenas didaticamente expor a evolução d...
DIREITO PREVIDENCIÁRIO
Mudanças na Aposentadoria. Projeto de Lei 3299/2008.
por Leandro De Almeida
Artigo sobre as principais mudanças no cálculo das Aposentadorias que estão sendo discutidas no Congresso Nacional....